Novidades da Companhia das Letrinhas em outubro

Os contos do poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade, as memórias de infância de Bernardo Kucinski, o protagonismo feminino de Pri Ferrari e as curiosidades sobre as dimensões das coisas do mundo são algumas das novidades do catálogo da Companhia das Letrinhas no mês de outubro. Confira os lançamentos a seguir.

As graças do poeta

Carlos Drummond de Andrade sempre tratou dos mais diversos assuntos em seus textos — do amor à guerra; da dor da perda ao almoço de domingo. Em Conversa de morango, os contos, crônicas e historias são todos cheios de graça e humor, remetendo a um Brasil que, apesar das contradições, se torna mais tranquilo pelos olhos de Drummond. Seja contando um causo de família ou relatando uma antiga conversa de bar, é certo que suas palavras irão cativar e fazer rir leitores de todas as idades.

Sono na floresta

A elefantinha Ellen quer muito dormir, mas sua casa fica do outro lado da floresta mágica. Na história de A elefantinha que queria dormir, as crianças vão acompanhá-la ao longo de sua jornada e, junto com ela, encontrar finalmente o sono e o relaxamento. Através de uma história simples, mas contada com as palavras e a entonação certa, o sueco Carl-Johan Forssén Ehrlin auxilia os adultos a conduzirem as crianças a um estado de relaxamento que vai ajudá-las a adormecer com tranquilidade — tanto à noite quanto na soneca diurna — , transformando a hora de dormir em um momento prazeroso para toda a família.

Memórias da infância

Quando a Alemanha invadiu a Polônia no dia 1o de setembro de 1939, dando início à Segunda Guerra Mundial, Bernardo Kucinski estava prestes a completar dois anos de idade. Sua mãe, polonesa, tinha chegado ao Brasil havia apenas quatro anos e mal falava português. Em Imigrantes e mascates, o autor conta sobre a sua infância no bairro da Água Fria, em São Paulo, a descoberta dos livros, a influência de seu pai em sua vida e, entre outros temas, sobre as dificuldades enfrentadas por uma família judaica em um dos períodos mais conturbados da história.

 

Além dos olhos

Se fosse possível condensar 3,5 bilhões de anos de vida no planeta Terra em apenas uma hora, os dinossauros apareceriam no 56o minuto e teriam se extinguido três minutos depois. E os humanos só surgiriam bem no finalzinho do tempo, com apenas 0,2 segundos para existir. Em Se - Uma nova maneira de enxergar grandes conceitos, o leitor conhecerá diversas informações como essas. Tudo aquilo que parece grande demais ou impossível de se medir — a Via Láctea, os continentes, a água, o dinheiro, a população mundial — é reduzido ao tamanho de objetos comuns do nosso dia a dia, convidando todos nós a enxergar o mundo de uma maneira completamente diferente

Menina pode, sim!

O que é coisa de menina? Ora, isso é algo que toda menina (e todo menino) deveria saber muito bem. Afinal, é na infância que a gente percebe que não existe regra e que todo mundo pode tudo: tem menino que gosta de brincar de casinha, tem menina que gosta de construir foguete. Por que, então, temos que nos adaptar a certos padrões de comportamento? Por que ainda dizem por aí que certas coisas não são apropriadas para mulheres? Coisa de menina é para todos aqueles que acreditam na liberdade como a melhor escolha — e que têm certeza de que meninas fizeram, fazem e farão muito mais.

 

Acesse a Letrinhas nas redes sociais