Livrarias infantis na pandemia: Casa Verde

A Casa Verde fica no bairro da Tijuca, no Rio de Janeiro, onde funciona desde 2012. Com o início da pandemia, a proprietária, Cláudia Araújo, investiu ainda mais na redes sociais da livraria, que já eram bem consolidadas antes. O relacionamento com os clientes - que são tratados como amigos - permaneceu por Whatsapp, assim como as parcerias com algumas escolas, que deram algum fôlego ao negócio. A livraria ainda não reabriu, e a proprietária diz que está estudando formas de fazer isso quando considerar seguro retomar todos os serviços, como o café e o salão de jogos.

LEIA MAIS: Como estão as livrarias infantis depois de seis meses de pandemia?

No começo
“No início, bem no comecinho, tínhamos muitas dúvidas e incertezas sobre o que viria pela frente. Porém, desde o primeiro momento tínhamos como prioridade a preocupação com a saúde e o bem-estar dos nossos colaboradores e clientes. Então, nossa ação de imediato foi afastar os colaboradores com férias de 30 dias e fechar a livraria. Durante esses dias, “sentamos” (por Whatsapp) e analisamos todas as possibilidades para manter nossa saúde financeira. Decidimos que era o momento de investir, de acordo com nossas finanças, e não parar!”

On-line, sem bolo de laranja
“Antes da pandemia, já tínhamos começado a investir em nossas redes sociais, Instagram e Facebook. Então, entramos na pandemia com uma parte digital da Casa Verde consolidada e com um bom retorno, de certa forma. A partir do “sentamos” (por Whatsapp), decidimos que precisávamos manter o suporte dado pelo Instagram e Facebook, criando um canal de vendas, dúvidas e apoio para os nossos clientes através do Whatsapp, em que nossos colaboradores continuam à disposição da mesma forma que era no presencial. A única diferença é que agora o horário de atendimento mudou, pois estamos com redução de carga horária. Desde o início, pensamos em todas as formas e jeitos para continuar levando bons livros, sem perder a relação carinhosa que temos com nossos amigos, que é isso que nossos clientes são para nós. Só não conseguimos levar nosso cafezinho e um pedaço de bolo de laranja!”

Números
“Como fazemos desde o início um trabalho intenso com divulgação escolar, temos há alguns anos escolas parceiras e conseguimos manter nossos percentuais satisfatórios, dentro do cenário que estamos passando, com entregas de livros adotados e vendas por Whatsapp.”

Reabertura
“Não temos previsão de reabertura da Casa Verde livraria, pois acreditamos que precisamos, além da segurança, saúde e bem-estar, manter todos os nossos serviços funcionando: livros, café, sala de jogos, contação de histórias etc. É isso que estamos focados no momento: procurar soluções, jeitos e maneiras de fazer a Casa Verde funcionar como segunda casa dos nossos amigos dentro do 'novo normal'. Já está tudo tão mudado, tão estranho, que estamos buscando um jeito de ser um acolhimento para todos no meio do caos.”

Whatsapp: (21) 96777.1394

Instagram: @casaverdelivraria

Acesse a Letrinhas nas redes sociais