Finalmente, eles soltaram o Pum no banho

Há dez anos, eles soltam o Pum por aí. Primeiro, foi dentro de casa – na sala, na frente das visitas, no quintal. Depois, escapou na escola. E, então, no parque. Em 2016, houve uma confusão de Pum com Piriri do vizinho que não se podia prever. E, no ano passado, a família teve de lidar com barulho do Pum e o grude da Meleca em uma mesma casa. Mas agora, finalmente, eles vão soltar o Pum no banheiro. Mais exatamente, na banheira. Tem coisa mais gostosa que deixar ele escapar e fazer bolinhas no banho?

Impermeável e fofinho, é assim o novo livro com as aventuras do Pum

Solteio Pum na banheira, o novo livro da dupla Blandina Franco e José Carlos Lollo, não é apenas a sexta e divertida história, cheia de trocadilhos, do cachorro mais malcheiroso e querido da literatura infanto-juvenil. Ele é um livro de banho, indicado para todas as idades, e bastante apropriado para os bebês, que ainda estão começando seu contato com os livros – ou para aqueles que sabem que a literatura também é um lugar de brincadeira e diversão. É a primeira vez que eles fazem um livro da série em outro material – impermeável e fofinho – e também para ser lido por um público tão novinho. É uma boa novidade exatamente no ano em que se completa uma década do primeiro lançamento do Pum.

Por e-mail, Blandina nos concedeu a entrevista abaixo, repleta de bom humor e piadas, como sempre. Confira!

Ilustração feita pelo autor para esta matéria, retratando ele e Blandina

 

Qual a melhor parte de soltar o Pum na banheira?

O melhor de soltar o Pum na banheira são as bolhas que ele pode fazer quando você vira as páginas.

É o primeiro livro para banho de vocês. Como surgiu a ideia?

A gente sempre quis fazer um livro para crianças menores e soltar o Pum na banheira era uma coisa que ia acabar acontecendo naturalmente mais cedo ou mais tarde.

Livros de banho costumam ser dedicados a bebês e crianças bem pequenas. Como foi fazer uma história para esse público?

Na verdade, esse livro pode ser lido por qualquer pessoa de qualquer idade que tenha banheira em casa, ou um bom chuveiro. Os textos e desenhos dos outros livros também falam com todo mundo, então, não tivemos muito trabalho além de deixar a história um pouco mais simples (pra ninguém demorar muito no banho, sabe?) e mais coloridinha. No final, é como qualquer outra história do Pum, uma aventura divertida dele com o seu melhor amigo, só que, dessa vez, a brincadeira se passa dentro da banheira e é um pouco mais perfumada.

Ilustração exclusiva para esta matéria

O que o formato de banho representa para os leitores iniciantes?

O livro ser um brinquedo num dos momentos mais divertidos do dia é um bom jeito de começar uma relação, não é? E como ele não rasga como papel nem estraga na água, dispensa aquela cerimônia toda para não danificar o livro, sobrando só a diversão. A criança descobre e se acostuma com o formato “livro” e aprende que naquelas páginas cabem coisas coloridas e divertidas.

Ilustração exclusiva feita para essa matéria 

Recentemente, vocês contaram nas redes sociais que a Tia Clotilde, que adora cães e sempre solta o Pum, foi inspirada na irmã do Lollo. Em quem vocês se inspiraram pra criar o Pum e o menino que é o melhor amigo dele? E de onde surgem essas histórias engraçadas?

O Pum foi inspirado em um cachorro muito querido, lindo e fedido que eu tinha quando namorava com o Lollo. O nome dele era Ênio. Um dia, nós estávamos namorando na casa do Lollo e o Ênio entrou correndo e se sentou perto da gente. Ele estava tão fedido que a gente brincou: “Nossa, o Ênio é tão fedido que devia chamar Pum”. E, a assim, eu e Lollo, que somos dois bocós que gostam de dar risada, começamos a falar sem parar frases do tipo: “Não pode soltar o Pum na sala”, “Quem foi que soltou o Pum?,” e nasceu o personagem. O menino acho que é uma mistura de todas as crianças que a gente conhece, incluindo eu e o Lollo.

São dez anos soltando o Pum. Onde falta soltá-lo? Onde vocês gostariam?

Eu e Lollo ainda pretendemos soltar o Pum em um monte de lugar. Quem conhece o Pum sabe que é impossível ficar prendendo ele e ele tem energia pra escapar muito. Esse ano a gente vai soltar o Pum em Portugal e acho que vai ser muito fixe!

Lollo e Blandina, o casal lança o sexto livro sobre o Pum, mas a parceria já rendeu mais de 50 livros

 

Leia mais:

+ O Pum e a literatura feita "apenas" para rir

+ Um Pum feito em boa companhia

+ Dez livros de rachar o bico!

 

 

Acesse a Letrinhas nas redes sociais