Uma parceria de mais de duas décadas

 

Por Lalau

No comecinho dos anos 90, entrei, por mero acaso, numa livraria lá pelos lados dos Jardins. Naquela tarde, acontecia o lançamento de Olha o bicho, de José Paulo Paes e Rubens Matuck. Comprei o livro, entrei na fila, ganhei autógrafo. Fiquei completamente encantado com o que li e descobri que era aquilo que eu queria fazer: poesia para crianças.

O tempo passou, até que, em 1993, peguei coragem e umas ideias que estavam na gaveta, coloquei tudo num envelope e mandei para José Paulo Paes. Para minha surpresa, recebi um cartão do poeta, elogiando o trabalho, fazendo preciosos comentários e me convidando para um café. Nem bem respondi e chega outro cartão, dizendo que meus originais tinham sido enviados por ele para a Lilia Schwarcz, da Companhia das Letrinhas. José Paulo, gentil, deu até o telefone para eu entrar em contato.

 

 

Marquei, então, uma reunião com a Lilia e a Elisa, ainda na rua Tupi. Elas apresentaram um projeto muito legal e, para minha sorte, escolheram a Laurabeatriz, que já havia ilustrado um dos primeiros livros publicados pela Letrinhas: Alice no país das maravilhas, de Lewis Carroll.

E tudo aconteceu muito rápido: “Bem-te-vi e outras poesias”, nosso primeiro livro foi lançado na Bienal de 94, em São Paulo. Mas só nos conhecemos pessoalmente, pouco depois, numa festa da Letrinhas no MIS, que juntou vários autores e ilustradores da editora.

Bem-te-vi ganhou muitos prêmios e foi selecionado para a primeira edição do Ler Faz Crescer (atual Leia para uma Criança), do Itaú, que distribuiu 4 milhões de exemplares do livro. Depois, vieram Girassóis, Fora da gaiola, Uma cor, duas cores, todas elas, Quem é quem e mais um punhado de títulos com o selo dessa editora tão querida da gente.

 

 

Graças à Companhia das Letrinhas, nossa parceria nasceu e se projetou, a amizade se fortaleceu, e não paramos mais de criar livros para crianças.

Letrinhas faz 25 anos, nós fazemos 23 anos de Letrinhas! É muito bom!

***

Lalau nasceu em São Paulo, em 1954. Publicitário, também trabalha com desenho e computação gráfica. Recebeu o selo "Altamente Recomendável" da FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil) para vários de seus livros.

***

Ilustração Marcelo Tolentino