Conheça qual é a escolha dos mestres

Nos últimos 25 anos, a Companhia das Letrinhas fez parte da infância de milhares de meninos e meninas, de diversas idades, das cinco regiões do país. E como um dos canais mais importantes na conexão entre o que se publica e o que se lê é a escola, elencamos os 25 livros mais adotados pelas instituições educacionais nesse período.

Na lista, há títulos estrangeiros e nacionais (a maioria), clássicos dos contos de fadas e narrativas da mitologia, histórias de não ficção e biografias, além de obras que tratam de ciências, reúnem fábulas e falam a língua da poesia. Personagens marcantes também estão nessa seleção, como a trepidante Píppi Meialonga, de Astrid Lindgren, e a corajosa Malala, na premiada versão de Adriana Carranca.

Alguns livros de destaque nas escolas mostram que o selo inaugurou caminhos (ou tendências) na literatura infantil brasileira. São exemplos Histórias de índio, em que o autor Daniel Munduruku evidenciou a importância de as narrativas de diferentes etnias serem contadas pelos próprios indígenas, e Histórias da Preta, escrita a partir das memórias da antropóloga Heloisa Pires Lima, que lançou o livro em 1998, quando a temática afro-brasileira não estava na pauta nem era lei.

Se as histórias de princesas, fadas e outros seres encantados integram a lista, também fazem sucesso as narrativas recontadas a partir de outros pontos de vista ou em que o reino do era uma vez vira de ponta-cabeça. Que história é essa?, escrito por Flavio de Souza e ilustrado por Pepe Casals, é o livro mais adotado nas escolas até hoje.

Nas ruas do Brás, de Drauzio Varella, Histórias de avô e avó, de Arthur Nestrovski, e A história dos escravos, de Isabel Lustosa, todos ilustrados por Maria Eugênia, são títulos da coleção Memória e história, destaque entre os livros de não ficção. Luciana Sandroni, autora de diversas biografias do catálogo, ganha destaque com Minhas memórias de Lobato, com ilustrações de Laerte.

Confira outros destaques na lista a seguir, organizada em ordem decrescente.

Que história é essa?

Autor: Flavio de Souza

Ilustrador: Pepe Casals

Que história é essa da Bela Adormecida contada por um dragão que come salsichas? E essa versão da Chapeuzinho Vermelho, narrada pelo caçador? Nunca tinha ouvido... O livro funciona como um jogo em que, a cada escolha, um ponto de vista é evidenciado. Tudo muda, exceto a essência da história.

A verdadeira história dos três porquinhos

Autor: Jon Scieszka

Ilustrador: Lane Smith

Tradução: Pedro Maia Soares

Quem disse que o lobo é mau? E se ele só estivesse atrás de um pouco de açúcar? Nessa versão da clássica história infantil, escrita por Jon Scieszka, o injustiçado tem finalmente a chance de se explicar e contar do seu jeito o que realmente aconteceu com ele. Diversão garantida.

A arca de Noé

Autor: Vinicius de Moraes

Ilustradora: Laurabeatriz

Versos são feitos para serem lidos, ouvidos ou, ainda, cantados. Por isso, 32 poemas de Vinicius de Moraes foram transformados em melodia e acompanham a premiada obra em CD. Alguns, inclusive, tornaram-se clássicos, como o famoso “Era uma casa / muito engraçada / não tinha teto / não tinha nada”.

Nas ruas do Brás

Autor: Drauzio Varella

Ilustradora: Maria Eugênia

O primeiro livro infantil do famoso médico traz as histórias de sua infância, quando brincava e brigava nas ruas do bairro paulistano do Brás. Ele lembra de experiências que hoje soam estranhas, algumas que até seriam impossíveis de acontecer. O que não muda é a forma de criança de sentir. 

Minhas memórias de Lobato

Autora: Luciana Sandroni

Ilustradora: Laerte

A história de vida de Monteiro Lobato tem a sua versão para crianças. De forma lúdica, os próprios personagens criados por ele são quem contam as histórias: Emília e seu ajudante, o Visconde de Sabugosa. E há muito o que falar: ele foi um fenômeno editorial de seu tempo, com tiragem de um milhão de exemplares.

Fábulas de Esopo

Autores: Russell Ash, Bernard Higton

Vários ilustradores

Esta edição ilustrada traz histórias com mais de 2.500 anos, acessíveis a todas as idades. Ensinamentos milenares são repassados em narrativas como aquela em que a lebre, tão convencida, acaba perdendo a corrida para a tartaruga ou a do pastor mentiroso em quem ninguém mais acredita. 

Meu primeiro livro de conto de fadas

Autora: Mary Hoffman

Ilustradora: Julie Downing

Aqui, o leitor encontra os mais consagrados contos de fadas europeus, recolhidos por Andersen, Madame de Beaumont, irmãos Grimm e Perrault. Há histórias já consagradas, como Cinderela e A Bela Adormecida, e outras menos conhecidas, como A mulher do pescador e Diamantes e sapos

O carteiro chegou

Autor: Allan Ahlberg

Ilustradora: Janet Ahlberg

E se as personagens dos contos de fadas vivessem todas em um mesmo universo? O carteiro poderia visitar uma a uma, conhecendo melhor figuras como o Gigante, a Bruxa ou a Cachinhos Dourados. Neste livro interativo, com envelopes de verdade, o leitor terá a chance de desvendar de forma divertida esse mundo.

Divinas aventuras

Autora: Heloisa Prieto

Ilustradora: Maria Eugênia

A obra introduz a criança no universo da mitologia grega ao narrar as aventuras de Perseu, da Medusa e dos grandiosos deuses olimpianos. Cada personagem conta a sua própria história, de forma divertida e com menções à atualidade. Como a convivência não é pacífica, entretanto, muitas versões podem se contradizer. 

O gato Malhado e a andorinha Sinhá

Autor: Jorge Amado

Ilustrador: Carybé

Traz a história de um amor proibido entre o Gato Malhado e a Andorinha Sinhá, a única do parque que não tinha medo do bichano. O problema é que a passarinha estava prometida ao Rouxinol. Originalmente, foi escrita para o filho de Jorge Amado, quando era ainda bebê. O conto foi publicado tempos depois.

Ei! Tem alguém aí?

Autor: Jostein Gaarder

Ilustrador: Paolo Cardoni

Mika é um menino questionador, que, ao encontrar o alienígena Joakim, passa a refletir sobre as leis do universo. Apesar de diferentes, têm muito em comum. Em 24 horas remam um barquinho juntos, comem panquecas, olham fotografias e conversam sobre a vida e a realidade das coisas. Terá sido tudo aquilo um sonho?

O Mário que não é de Andrade

Autora: Luciana Sandroni

Ilustrador: Spacca

O menino Mário encontra o seu xará – o de Andrade. A partir de cartas, poemas e romances, os dois conversam sobre o movimento modernista no Brasil e a Semana de Arte Moderna. Assim, o menino passa a entender melhor o trabalho da mãe – que é pesquisadora –  e de um dos momentos mais criativos da cultura brasileira.

Lá vem história

Autora: Heloisa Pietro

Ilustrador: Daniel Kondo

Você sempre quis saber os segredos do universo? Qual é a mensagem secreta dos papagaios? E qual é o ser humano mais inteligente do mundo? Para descobrir, pode ser que você tenha que ler uma fábula persa ou uma história africana. As respostas para nossas perguntas podem estar em uma variedade de lugares.

A história dos escravos

Autora: Isabel Lustosa

Ilustradora: Maria Eugênia

Menino da cidade, Chico vai passar uns dias na fazenda de seu avô, onde acaba aprendendo sobre a escravidão e o que ela representou no Brasil. A história é contada pela historiadora Isabel Lustosa, que confere fidelidade aos fatos históricos, com uma abordagem que chega às crianças brasileiras.

Vice-versa ao contrário

Vários autores

Organizadora: Heloisa Pietro

Ilustrador: Spacca

Sete escritores brasileiros contemporâneos brincam com personagens clássicos da literatura, colocando-os em situações inesperadas. Fausto, Dom Quixote, Sherlock Holmes, Alice, Peter Pan, o Patinho Feio e Drácula têm também as suas histórias originais contadas a partir de um resumo que acompanha cada capítulo.

Malala, a menina que queria ir para a escola

Autora: Adriana Carranca

Ilustradora: Bruna Assis Brasil

Baseada na história real da paquistanesa Malala, ganhadora do prêmio Nobel da Paz, Adriana Carranca traz para as crianças a realidade de uma menina corajosa, que defende o que acredita. Numa narrativa que lembra os contos de fada, o livro reúne poderosos ensinamentos de persistência para as futuras gerações.

Volta ao mundo em 52 histórias

Autor: Neil Philip

Ilustrador: Nilesh Mistry

São 52 histórias, vindas de 33 países de todos os cantos do mundo. O leitor pode conhecer não só os clássicos contos europeus, mas também histórias do Brasil, do Japão ou do Suriname. A obra traz ainda ilustrações e explicações culturais dos diversos lugares que originam as narrativas.

Minha querida assombração

Autor: Reginaldo Prandi

Ilustrador: Rodrigo Rosa

Nesta obra de terror, Reginaldo Prandi conta as histórias que ouvia de sua avó, Josefina, durante a infância em Potirendaba, no interior de São Paulo. O enredo gira em torno de quatro irmãos que, ao passar uma semana na Fazenda Velha, começam a perceber acontecimentos estranhos.

Monstromática

Autor: Jon Scieszka

Ilustrador: Lane Smith

Matemática pode ser um entrave para muita gente, mas é ainda mais grave quando a gente não consegue parar de fazer conta. Na história, uma menina começa a ficar obcecada: calcula a roupa que irá vestir e até os jogos da seleção brasileira. Desesperada, tenta achar uma solução para o seu problema.

A reunião dos planetas

Autor: Marcelo R. L. Oliveira

Ilustrador: Spacca

O livro traz conhecimentos sobre astronomia, mitologia grega, política e preservação ambiental a partir de uma boa história. Nela, os planetas do Sistema Solar reúnem-se para discutir o que fazer com os Seres Problemáticos da Terra (os SPTs), que parecem desafiar a liberdade dos outros planetas.

Histórias à brasileira – vol. 1

Autora: Ana Maria Machado

Ilustrador: Odilon Moraes

Ana Maria Machado conta, nesta obra, uma série de histórias à brasileira – com pesquisa de contos tradicionais e populares. São narrativas vindas de outras gerações, contadas por sua avó, que ouviu, por sua vez, da avó dela. Assim, temos acesso a histórias como Pimenta no cocuruto, A moura torta e Festa no céu.

Histórias de avô e avó

Autor: Arthur Nestrovski

Ilustradora: Maria Eugênia

De cunho autobiográfico, o escritor Arthur Nestrovski conta as histórias que ouviu de seus avós, imigrantes russos de origem judaica. Tem aquela vez em que a vó Luísa levou uma corrida de um touro ou a história do dia em que vô Felipe comprou um carro e queria fazê-lo andar sem nem mesmo saber dirigir...

Píppi Meialonga

Autora: Astrid Lindgren

Ilustradora: Ingrid Nyman

Píppi já pode ser considerada um clássico da literatura infantil. A história da menina que mora sozinha, tem um cavalo em seu terraço e dorme com os pés no travesseiro encantou gerações desde que foi escrito, em 1945. A jovem pode parecer solitária, mas tem o que mais deseja nesse mundo: aventuras e liberdade.

Histórias de índio

Autor: Daniel Munduruku

Ilustradora: Laurabeatriz

O livro de Daniel Munduruku conta aventuras de seu povo sob o seu ponto de vista, e, em um segundo momento, relatos de sua vida entre os brancos. No conto O menino que não sabia sonhar, uma narrativa sobre iniciação à vida adulta, a história é de um menino que foi escolhido para ser o sucessor do pajé. 

Histórias da Preta

Autora: Heloisa Pires Lima

Ilustradora: Laurabeatriz

Heloísa Pires Lima reflete como é ser negro hoje, de forma múltipla e a partir do olhar de quem já sofreu racismo no Brasil. Quem narra a história é a menina Preta, que passa a questionar alguns aspectos da sua vida. A personagem é uma verdadeira “filósofa em seus porquês”, como bem define a autora.

Acesse a Letrinhas nas redes sociais