2020 traz novidades ao Blog da Letrinhas

 

Lançado em outubro de 2016, O Blog da Letrinhas traz semanalmente, há mais de três anos, um variado cardápio de conteúdos dirigidos a educadores, pais, formadores e mediadores de leitura, bibliotecários, escritores e ilustradores – entre outras pessoas fundamentais na criação de consistentes comunidades leitoras Brasil afora, urgentes para construir pontes entre crianças e livros. Pensado como uma revista digital, hoje com mais de 630 postagens (principalmente textos, mas também vídeos e áudios), é um acervo de temas ligados a literatura e leitura, infância e educação.

 

Ilustração de Marcelo Tolentino, originalmente publicada no post de estreia do blog

 

No canal é possível buscar informações, análises e reflexões sobre questões tão diversas quanto livro ilustradocontos de fadas feministasliteratura indígenaficção e fake newsmasculinidade tóxicafilosofia da infância.  Há textos de autores como Ana MirandaOdilon MoraesLaura ErberAntonio PrataRonaldo Correia de Brito , José Roberto Torero e de diversos especialistas da área – Cristiane TavaresAna Carolina CarvalhoSilvia ObergPeter O’Sagae. O blog reúne ainda muitas entrevistas: papos especiais com Suzy Lee e Peter Sís, por exemplo. E também conversas entre as escritoras Ana Maria Machado e María Teresa Andruetto ou entre as ativistas da leitura Bel Santos Mayer e Fabíola Farias

Roger Mello, Índigo, Renato Moriconi e Blandina Franco abriram seus álbuns cheios de memórias na seção Retrato, um jeito afetuoso de conhecer a biografia dos autores da casa. Na Sala do Professor, criada em 2019, estão reunidos textos sobre como  “formar uma comunidade escolar leitora” ou “escolher um acervo para a sala de aula”. Processos criativos dos artistas dos livros para a infância já foram decifrados na seção Rascunho, com a participação de autores como Marilda CastanhaAndrés SandovalJoão Vaz de CarvalhoDipacho... Enfim, difícil listar tanta gente incrível que vem participando deste espaço com suas inquietações sobre a criação de narrativas.

Nesse período, ainda vale ressaltar, polêmicas não foram deixadas de lado. O blog foi espaço de debate para temas urgentes como a censura às artes nos dias de hoje, dos equívocos envolvendo um livro que aborda o tema da sexualidade para crianças, das leituras polêmicas de Monteiro Lobato. Se Reinações de Narizinho foi relançado em edição caprichada pela Companhia das Letrinhas, o blog também levantou a discussão sobre racismo ao trazer a voz de autores e pesquisadores negros sobre o tema.

Em janeiro de 2020, a edição do canal, até então feita pela jornalista Gabriela Romeu, passa aos cuidados da também jornalista Aryane Cararo. A mudança de gestão vai ocorrer depois de um breve recesso, tempo necessário para o descanso de fim de ano e para possíveis adaptações e ajustes. Até o nosso retorno, em 20/1, fica aos leitores o convite para a (re)leitura de algumas das postagens de 2019. Boas festas!

 

“A água e a águia” e outros livros para alçar voo

Os meninos precisam falar sobre o que sentem

Dos vários nós que enredam as literaturas indígenas

Labirintos de livros, memórias, histórias

Qual a origem do traquinas Saci Pererê?

Quem é que manda na sala de aula?

Como formar crianças leitoras na era digital?

Cinco olhares para a poesia de Manoel de Barros

Do Capão para a escola: leitura obrigatória

Mais do que ruído, palavra é rito

Neste post
Acesse a Letrinhas nas redes sociais